<

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa > Biblioteca
Entrar   Pesquisar
Arquivos  
O INEP - logótipo
  

Biblioteca Pública do INEP (BP)

Com cerca de 70 mil referências, a Biblioteca Pública do INEP tem como objectivo principal a recolha, inventariação e divulgação de livros e documentos de interesse geral.

O seu acervo encontra-se agrupado em três secções principais:

  • Periódicos,

  • Monografias diversas e

  • Publicações da época colonial.

Há uma secção especializada sobre a Guiné-Bissau no 1º piso da BP que contem ao lado de monografias e periódicos (colonial e pós-colonial) um grande contingente de relatórios sobre a Guiné-Bissau na área do desenvolvimento, saúde, economia e educação.

A reabilitação da BP foi possível graças a intervenções de diversos parceiros, em primeiro lugar apoios pelo povo americano (veja em baixo texto em Inglês).

A Biblioteca do INEP, com cerca de 70.000 volumes, é a única grande biblioteca pública no país. É o único sítio na Guiné-Bissau que tem colecções bastante consideráveis em todos domínios científicos (saberes gerais para estudantes e publico em geral) e publicações científicas (livros, revistas, boletins oficiais etc.) sobre a Guiné-Bissau desde a época colonial até hoje. Encontra-se na biblioteca ainda um grande número de relatórios não publicados sobre diversos temas de desenvolvimento do país, provenientes de consultorias feitas por INEP e outras organizações e organismos internacionais (total de cerca 10.000 volumes).

A Biblioteca herdou a totalidade do fundo da antiga biblioteca colonial da Guiné Portuguesa. Ela continua a ser a maior, senão a única instituição de leitura pública de dimensão nacional tendo desempenhado a luz da lei do Depósito Legal, algumas funções da Biblioteca Nacional. Devido a sua situação geográfica, compartilhando o mesmo espaço com a Universidade Amílcar Cabral, Faculdade de Direito de Bissau e a Escola de Medicina, e ainda, uma suporte importante para a Universidade Colinas de Boé, a Biblioteca tem vindo a servir os estudantes de todo o Complexo Escolar que alberga essas instituições universitárias tornando um centro de promoção da leitura pública.

Desde 2006 temos realizado vários projectos ao nível da biblioteca no domínio da cooperação cultural entre os povos da Guiné-Bissau e dos Estados Unidos da América.

2006: Doação de livros e acesso à Internet para os estudantes com um financiamento total de 15.000 US-Dollar. O apoio foi financiado pelo Fundo dos Direitos Humanos dos EUA.

2007 - 2008: Renovação sistemática da biblioteca, incluindo a reparação e o saneamento dos danos da guerra de 1998/99, intervenções nomeadamente no tecto e telhado falso, no sistema da rede eléctrica, pintura geral e reparação das janelas. O valor total desse projecto foi de 33.500 US-Dollar, financiado inteiramento pelo Fundo do Embaixador / Embaixada dos EUA/Dakar.

2009 - 2010: A instalação do “American Information Desk “ na biblioteca como primeira etapa do programa American Corner. O American Information Desk foi equipado com computador e rede Internet, uma biblioteca com livros sobre a política, história, economia, geografia, cultura etc. dos EUA e revistas em várias áreas, bem como material didáctico para a aprendizagem do Inglês. O director da biblioteca e responsável do programa, Sr. Diógenes Cardoso, participou em dois seminários de formação em Dakar. O valor desse apoio foi de 10.000 US-Dollar.

Em Julho de 2010, assinamos o contracto para a instalação do American Corner Bissau. No fim de Janeiro 2011 foi inaugurado na Biblioteca o American Corner Bissau, um programa cultural educativo com uma grande biblioteca virtual, livros sobre os EUA e materiais didácticos para aprendizagem de Inglês. Sendo assim a Biblioteca do INEP ganha cada vez mais importância como um espaço cultural aberto de grande dimensão na cidade de Bissau e um ponto focal para a juventude guineense.

Informações gerais sobre o American Corner

O American Corner se dirige principalmente à geração mais jovem: estudantes universitários e alunos do ensino secundário que estão familiarizados com as novas médias electrónicas ou querem aprender lidar com eles. São jovens interessados em questões de saberes globais, aprendizagem da língua inglesa, mais conhecimentos sobre os EUA e ainda sobre possibilidades de estudar nos EUA.

O American Corner Bissau oferece uma biblioteca com cerca 1500 títulos, uma biblioteca virtual que contem 12 bancos de dados sobre diversos temas e áreas de conhecimento que os utilizadores podem consultar online. Há possibilidade de download de mais de 5000 revistas científicas, de livros, reportagens, noticias etc. Os programas de Inglês interactivos para aprendizagem da língua inglesa online; o Movie Club que apresenta filmes com subtítulos portugueses ou traduzidos; Fórum de discussão sobre temas de actualidade mundial e norte-americana; programa Guest speakers onde oradores falam sobre as politicas globais dos EUA, questões sociais, culturais e muitos outros temas

O American Corner Bissau é um espaço aberto onde os jovens e demais utilizadores participam activamente na implementação dos programas e concepção das actividades.

The Public Library at INEP

Approximately 90 % of the users of the Public Scientific Library at INEP are students from the universities and the Faculty of Law as well as pupils from Bissau’s secondary schools. Thus, the Library at INEP is a main meeting point of the Bissau-Guinean future academic and intellectual elite. It is the only Public Library in the country with a considerable reading unit (50 places). Besides general sections the Public Scientific Library contains a special section on Guinea-Bissau, UN-Publications and quite good collections in the humanities and economics.

Its rehabilitation was made possible by a grant of the American Cultural Funds (33.500 US-Dollar, 2007 and 2008) that allowed INEP to do basic renovation (new electricity installation and electricity lines, reparation of the roof and some walls, installation of a new false ceiling, reparation of the rear of the building from war damage, general painting etc.) By now we can guarantee a normal functioning of the Library in terms of physical and basic technical infrastructures.

Three recent book donations contributed to a further improvement of the Library (2004: German Research Association; 2007: USAID /human rights fund; Gulbankian Foundation).

The grant from the American human rights fund enabled INEP, for the first time ever, to provide Internet access for all the institute staff and the library users.

American Corner Bissau

Les American Corners sont des partenariats entre les Etats-Unis et une institution locale, le plus souvent une bibliothèque, un centre communautaire ou une université. Il y a actuellement plus de 500 Corners à travers le monde. Près de 80 d’entre eux sont situés en Afrique sub-saharienne.

L’American Corner de Bissau met à votre disposition des ordinateurs avec un accès à internet pour la recherche, l’apprentissage de l’anglais ou la lecture de journaux en ligne. Sur place vous pouvez utiliser eLibraryUSA, une bibliothèque virtuelle qui contient des milliers de magazines, de livres, d’encyclopédies, de journaux, de vidéos et autres!

Les American Corners mettent de l’information à la disposition des journalistes, des universitaires, des homes et femmes d’affaires, des organisations de la société civile, des enseignants, des étudiants, des fonctionnaires de l’administration, des membres de forces de sécurité, et des travailleurs de la santé.

Les American Corners sont ouverts à tout le monde dans la communauté, gratuitement.

A l’American Corner vous trouverez de l’information sur:

· la société et la culture américaines

· des politiques et la politique américaines

· l’histoire et la littérature américaines

· les affaires et l’entreprenariat.

Vous y trouverez aussi de l’information sur comment faire pour étudier aux Etats-Unis. Venez visiter l’American Corner de Bissau et vous en apprendrez plus !

Opening Ceremony American Corner

On January 26, 2011, Robert Yamate, Deputy Chief of Mission for U.S. Embassy Dakar, opened the newest American Corner in Bissau, Guinea-Bissau. Without an Embassy in Guinea-Bissau since the civil war of the late 1990’s, AC-Bissau is the only public American presence in the country. It will provide an important link between the people of the United States and Guinea-Bissau. Approximately 150 people participated in Opening day activities, which included the ceremony, followed by a lunch for invited guests and presentations on the virtual library and Education USA. Barely a day after the official opening the Corner was already full of young people as Education USA advisor, Adama Dieng, spoke to students interested in educational opportunities in the US.DCM Yamate delivered his remarks to members of the diplomatic community in Bissau, faculty, civil society leaders and youth representatives. Assisting the DCM in Portuguese was Osvaldina Adao, staff member of the Bissau Liaison Office. Before the ceremony starts, Library and Archives Coordinator at INEP, Birgit Embaló, explains the important role the AC will play for researchers, students, and the community in general. INEP houses the national archives of Guinea Bissau and serves as the country’s only public library.

Consulte os relatórios do American Corner à partir de Fevereiro de 2011 no separador Publicações/ Repositório.

 

 Condições de Utilização Privacidade
Casa